RAIVA BOVINA: NÃO SÓ DE IMPORTÂNCIA VETERINÁRIA, MAS SIM, DE SAÚDE PÚBLICA!

A Raiva é uma doença aguda que afeta o sistema nervoso central transmitida por um vírus que acomete os animais e o humanos. Iniciados os sintomas não existe tratamento e o óbito é inevitável. É a zoonose de maior importância em saúde pública, não só por sua evolução drástica e letal, como também pelo seu elevado custo social e econômico.

A RAIVA BOVINA é geralmente transmitida pela mordedura de morcegos hematófagos, que atuam como portadores, reservatórios e transmissores do vírus da raiva. No Brasil, a espécie mais importante é a Desmodus rotundus. O vírus encontra-se na saliva do animal e, obviamente, é necessário que a saliva tenha contato com uma ferida aberta, pois o vírus não atravessa a pele íntegra. Pode-se também, ocorrer à transmissão acidental através da utilização de vacinas vivas e durante a necropsia de animais afetados pela doença. Após a transmissão, o vírus desloca-se para o sistema nervoso e o curso da doença leva em média 10 dias. O período de incubação da enfermidade varia de 3 a 15 semanas.

No município de Ressaquinha/MG houve alguns relatos de possíveis casos positivos de Raiva Bovina. Então, nas propriedades Rurais, através dos agentes do IMA (Instituto Mineiro de Agropecuária) e da Secretaria Municipal de Agropecuária, a coleta de material para exame laboratorial e após exame, o diagnóstico positivo para Raiva Bovina foi inevitável.

O IMA juntamente com a Secretaria de Agropecuária do Município vem fazendo o trabalho de vistoria nas propriedades, assessoramento aos produtores, acompanhamento dos relatos. Aliado a esse monitoramento também vem sendo feito o trabalho de captura dos Morcegos Hematófagos, a principal forma de se combater a Raiva, nas localidades de todo o município e os resultados têm se mostrados positivos pela grande quantidade de Morcegos capturados, tratados e soltos para que haja a eliminação da colônia de origem, e principalmente captura das fêmeas, onde será mais eficiente ainda o trabalho.

A Secretaria Municipal de Agropecuária e IMA orientam que todo o rebanho seja vacinado de seis em seis meses para se aliar ao trabalho já realizado para que se possa ter um resultado final completamente positivo.

Ressaltam ainda que estão inteiramente à disposição para quaisquer esclarecimentos.

IMA CARANDAÍ: (32)3361-1435

WILSON NETO (AGROPECUÁRIA): (32)984350474

img0.jpg

img1.jpg

img2.jpg

img3.jpg

img4.jpg

img5.jpg

10/10/17
AGROPECUÁRIA
|
OUVIDORIA
|
CONTATOS
|
FOTOS
|
|
EDUCAÇÃO
|
ASSISTÊNCIA SOCIAL
|
SAÚDE
|
COMPRAS
|